Hey Dezáinas!

Por onde você começa seu desenho quando se trata de rosto? Pelos olhos? É, uma grande parte das pessoas começam nessa parte e logo já desistem. #quemnunca

Desenhar e colorir os olhos são um desafio, mas são partes do processo de desenho e que não devem ser gatilhos para bloqueios critivos. Então, xô desistência que nós vamos aprender juntos!

Para essa nova temporada, convidamos o tatuador, grafiteiro e ilustrador @gabrielalexandre_tattoo para mostrar seu processo de pintura de olhos, sejam eles humanos, zumbis e monstros.

Nesse primeiro tutorial, vamos começar com o olho humano e realista. Com direito a todos os detalhes e efeitos.

Chegou a hora, preparados? Então vamos lá.

Antes, você pode conferir o vídeo completo do tutorial:

Veja aqui mais tutoriais do Gabriel Andrade usando Copic:

Tutorial de Olhos 2: Olho humano Zumbi com Copic

Tutorial de Olhos 31: Olho Monstro com Copic

Tutorial de Olhos 4: Olho Monstro 2 com Copic

Para começar, antes de começar a colorir o desenho o Gabriel fez um rascunho simples de um olho. Para ajudar demos um zoom para ver como ele faz. Ele utiliza essas guias para a sobrancelha, sempre cria a parte da pálpebra superior e côncavo da pálpebra móvel, assim como a pálpebra inferior e o cantinho lacrimal. Além de, é claro, a iris.

Mas bora pintar então! O Gabriel já inicia a pintura usando os marcadores Copic Sketch e a Ponta Pincel (super brush) no tom intermediário para ele já criar a referência de sombra. Outra dica crucial é fazer pinceladas direcionadas, ou seja, cada pincelada acompanhando a direção que você quer que ela fique.

Já com um tom mais claro, o E51, ele já vai fazendo a mescla das cores, lembrando de NÃO TER PRESSA, ele sempre espera um intervalo de secagem entre as camadas. Esse passo é bem importante também para você ter o controle do resultado do desenho e caso precise, consertar algum lugar.

Conforme as partes vão criando formas, ele vai adicionando mais sombras.

Não esquecendo das mesclas de cores entre os tons das cores escolhidas, assim como adicionar outros tons, como o E95, para dar uma corada.

Depois de continuar com as misturas, sempre retornando com o tom mais claro (E51), Gabriel usou o E29 para reforçar as sombras mais duras.

Para a base da sobrancelha e texturas/viços no rosto, usou o E17.

Outra parte importante da pintura realista é entender que cada detalhe e nuance importam, logo não esquecer da linha d'água e os pelinhos da sobrancelha.

Reforce com um tom mais rosado para marcar a linha d'água. E depois, vamos a os olhos, em que ele não é um branco chapado, ainda precisa de luz e sombra, logo, o Gabriel escolheu a família dos W's para criar essa profundidade.

Para a íris, Gabriel escolheu também usar as mesma cores, logo, tons de marrons. Para melhorar o efeito, com as próprias camadas de cor ele cria texturas.

Para imitar a pele humano, que não é completamente chapada, Gabriel sempre adiciona texturas imitando manchinhas e linhas de expressão.

Com uma Copic Multiliner BS, ele faz os cílios superiores. O movimento é sempre de meia lua de forma crescente, ou seja, de cima para baixo.

Continuando com a Multiliner, ele finaliza os cílios inferiores e também a pupila. Depois, faz a correção de profundidade até ficar do jeito que ele queria.

A CEREJA DO BOLO: Brilhos! Todos os olhos sempre refletem a luz por terem textura aquosa, logo, no desenho realista isso também é resgatado. Para esse efeito, o Gabriel usou o Copic Opaque White, que é uma tinta branca da Copic própria para esses efeitos. E depois, outra dica SENSACIONAL do Gabriel é criar a sombra dos cílios no próprio brilho com o auxílio de um lápis grafite. Incrível!

E esse é o resultado final! E você? Aceita o desefio?

#DezainaOndeCompra?

Veja todos os materiais usados aqui:

Copic Sketch Avulsa

Copic Multiliner BS

Papel Copic Thick Marker

Copic Opaque White

Gostou? Conte pra gente se esse conteúdo te ajudou e quais temas você gostaria de ver por aqui.

Beijos!